segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O antigo é moderno

Segundo o diretor-chefe de criação da Philips Design, Stefano Marzano, “a casa do futuro será mais parecida com a casa do passado – a dos nossos avós – do que com a do presente”. O designer Marcelo Rosenbaum concorda: “É preciso valorizar as coisas de família, porque são esses elementos que constroem o ser humano. Você pode ser moderno, clean, mas exibir uma estátua cafona que era da sua mãe. Isso é ser autêntico”. E é preciso valorizar as coisas do Brasil. Que o diga o arquiteto Sig Bergamin. “Não se deve ter preconceito contra peças artesanais: cestaria, cerâmica, bordados. Adoro o nosso país porque possibilita a mistura”, afirma ele. (Casa & Jardim).
Li essas declarações na revista Casa & Jardim e me identifiquei de cara. Daí a inspiração para esse post onde mostro móveis antigos decorando ambientes modernos. Sem falar que estamos em tempos de Casa Cor aqui em Vitória. 
 
  
 
 
 
 
Chique, né? Eu super acho lindo móveis antigos criando um contraponto com uma decor mais moderninha, aqui em casa mesmo temos várias peças (herança de família) que compõem os ambientes do meu lar doce lar.
Além dessas peças que mostro aqui temos outras antiguidades nos quartos que são os guarda-roupas, espelhos, penteadeira e cômoda. Carão de capricórnio: tradicional e clássico mas com um pé no contemporâneo. 
   

2 comentários:

  1. Nossa, eu adoro essa mistura de épocas no ambiente, "Acho Chic!" Queria muito saber compor o ambiente assim... Acho q a primeira coisa é saber ficar de olho nos móveis antigos pra ver qual pode ser aproveitado!!! :D E ter tb pecinhas de decoração bem moderninhas... :)

    ResponderExcluir
  2. Acho chique também, Beatriz. Aqui em casa demos sorte de receber algumas preciosidades de herança familiar, mas existem muitos antiguários com peças incríveis. No, Rio de Janeiro a Rua do Lavradio tem um grande acervo de peças de época e ainda uma feira que acontece todo primeiro sábdo do mês. Bjos, Bia!

    ResponderExcluir