quarta-feira, 28 de março de 2012

Tirem as crianças da sala!

Primeiro vem aquela história da exclusão, sim porque deste lado de cá também há ensaios de apartheid.
Fala sério quem nunca fez aquela cara de nojinho ao ouvir bem alto o batidão-funk-perifa mandando ver dentro do ônibus do Transcol ou achou uó o som reverberando do porta mala do carro com as últimas do DJ Malboro a Britney Spears?
Talvez o sentido de colocar o Kuduro - ritmo criado nos guetos e favelas da Mama África - na abertura da novela das oito seja porque o fio condutor da trama versa sobre a exclusão e rejeição. Significa?? Ou na melhor das hipóteses é tudo mesmo uma jogada de marketing da gravadora pra empurrar goela abaixo a música e o remelexo angolano. E pra fechar o círculo vicioso, só falta passar no show da vida. É Fantástico!
Bota as mãos pra cima, solta a cintura, dá meia volta e dança kuduro. Esse é o ritmo que vai embalar durante noves meses o horário nobre brasileiro.  Despido de todas as suas máscaras bunda-molismo fashion, como num rito de passagem, a elétrica-bossa-afro-pop (símbolo de resistência cultural das populações não-brancas) deverá cair no gosto das minas de fino trato, assim como já acontece com as outras "obras" (surupiadas) do cantor Latino. Tô zonza com esse caldeirão mix de intenções.
Tirem as crianças da sala
Apesar de a expresão kuduro significar = Bunda Imóvel, a dança é extremamente rebolativa. E é provável que é chamada assim porque o movimento acelerado de pernas e quadril deixa as nádegas da bunda dura, durissima.


3 comentários:

  1. Não curto muito a musica nem Kuduro mais respeito que gosta,é bom brasil conhecer outras culturas e outros estilo musical.Mais que é engraçado eles dançando niguem pode negar HAHAHAHAH.

    Seguindo já

    The Purple Blood está de Visual Novo !

    http://www.thepurpleblood.com

    Nick F.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Eu não curti nada usarem essa música e essa abertura na novela das nove. Mais um motivo para eu não assistir novelas e aproveitar esse tempo para ver filmes, seriados, estudar, etc!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olha... eu até faço cara de nojinho quando ouço o "batidão-funk-perifa mandando ver dentro do ônibus do Transcol" sim, mas não pelo ritmo e sim por interferir no meu silêncio... rs.
    Mas gostei da sua análise, apesar de não ver novela.

    ResponderExcluir