quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Moda: do closet para a estante

Toda blogueira ou estudante de moda que queira ir um pouco além do senso comum, das suas próprias convicções ou mesmo de vivências pessoais deveria abastecer sua bagagem de fashionista com alguns livros de moda. 
Pra quem se interessar por essa ideia e quiser formar um bom acervo vou dar aqui sugestões de alguns títulos que são ótimos para estudar a história da moda ou, na pior das hipóteses, servirão solamente para sua inspiração. 
Para quem gosta de história da moda e valoriza ícones desse mundo, não pode deixar de ter ou ler o livro GLAMOUR, onde a supra-expert em moda Diana Vreeland – editora por 26 anos da Harper’s Bazaar e 8 anos da Vogue – compilou cliques de fotógrafos lendários como Man Ray e Cecil Beaton para compor seu livro de inspirações. Entre os fotografados, o general Charles de Gaulle, Audrey Hepburn e Mick Jagger.  Quem quer beber na fonte do conhecimento de moda, tem que ter essa publicação!
O livro Moda, uma filosofia abre questões de como pensar além das tendências e estilistas. De Coco Chanel a Rei Kawakubo, de Dior ao estilo das ruas, o fio condutor desse livro é o princípio fundamental da moda – a busca pelo novo. O autor levanta questões polêmicas: a escolha das roupas transmite de fato uma mensagem sobre quem somos? Em que medida os desfiles da alta-costura representam o que está na
moda? O estilo é algo que nos distingue como indivíduos ou que nos identifica como parte de um grupo?Super indico para quem gosta de refletir um pouco sobre o consumo, produção em série e costumes.

O livro serve bastante para quando bate dúvidas acerca do mundo da moda. Ele explica um pouco sobre determinadas peças de roupa, estilistas, tecidos e etc. É bem legal e vale a pena comprar se você precisa de uma bibliografia para consultas – principalmente históricas.
O livro ... ismos para entender a moda é leve de ler, é do tipo básico pois não se aprofunda muito no assunto tipo aqueles que a gente ama ler pois a autora integrou a moda à comunicação de identidades sociais - classe, sexualidade, idade, etnia, cultura. Identifica também o contexto e as características mais importantes de cada estilo, (e também de cada personalidade da moda) em ordem cronológica e clara.sintetiza períodos marcantes para a moda ocidental, traduzindo épocas de uma maneira fácil e rápida de ler. Se você for comprar seu primeiro livro de moda, indicaria esse, com certeza. 
A moda do século XX explica direitinho, com bastante detalhes, separando por datas para deixar a pesquisa mais didática. Ainda assim, vem bastante ilustrado para podermos ver em ação o que as autoras escrevem. Esse é categoria 5 estrelas para quem quer conhecer a história da moda, literalmente.
Esse livro é pra curte história da moda messsmo.Você consegue entender, visualmente, como eram as roupas do Egito antigo, por exemplo. Ele é como um álbum de figurinhas da indumentária. É legal ver nitidamente as diferenças entre uma era e outra, um país e outro, uma sociedade e outra. Dá até para fazer um paralelo com filmes de época e comparar os figurinos usados com o conteúdo do livro.
Nina Garcia tem um jeito bem leve e descontraído de escrever e, mesmo ensinando história da moda nesse livro, ela não cai na monotonia (eu adoro história, mas algumas pessoas podem não gostar, hehe!). As ilustrações também conquistam e esse guia também vem cheio de frases legais, como essa, da Diana Vreeland: “O jeans é o que há de mais lindo desde a gôndola”
A moda, como sabemos, é influenciada e influencia sociedades inteiras. O livro "A moda e seu papel social" procura pesquisar sobre como esse poder é mantido e seu resultado espelhado historicamente. E a principal característica é que a autora vai além da alta costura parisiense. Esse livro foi feito para quem é realmente apaixonado pela história da moda ou precisa de uma fonte de pesquisa.

O livro é bem específico, como o nome já diz. Ele é incrível porque mostra, em ordem cronológica, vestidos que marcaram a história. O livro discorre sobre cada um deles e explica, inclusive, sobre o contexto em que ele foi criado. É bem legal para saber por que, quando, como e onde um vestido foi criado. E, claro, para ver de onde algumas tendências surgiram!
E ainda se você quiser informações sobre o livro A Parisiense (o mais badalado do ano), leia sobre ele AQUI e a respeito do Chic: um guia de moda e estilo para o século XXI, de Gloria Kalil, eu falei sobre ele bem AQUI.
Os livros indicados nesse post podem ser facilmente encontrados nas melhores livrarias da sua cidade em seções dedicadas apenas à moda. Por mais que você se valha dos mecanismos de busca da internet pra buscar informação sobre moda nada supre o prazer de comprar, abrir e ler um livro. Nada, absolutamente nada supera  a deliciosa sensação que é ter e ver vários livros importantes e interessantes bem diante dos seus olhos, sempre à sua disposição. Pena que muita gente ainda pensa assim como eu, mas espero sinceramente que as dicas dadas sirvam pra inspirar você a começar a montar seu próprio acervo de livros de moda. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário