sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Meu olhar sobre o livro "Vista quem você é".

Antes de falar sobre o livro delas, vou contar como eu conheci o Oficina de Estilo. Na verdade foram elas que me acharam primeiro (que honra!). Então, senta que eu vou contar essa história: acontece que um certo dia, do ano de 2010, fiquei surpresa ao entrar nesse bloguinho que vos fala  e ver a enorme quantidade de visitantes, era uma audiência fenomenal. Curiosa, fui atrás de ver a origem daquele tráfego absurdo de grande. Foi aí que me deparei com um artigo no blog do Oficina de Estilo intitulado "Blogs de moda brasileira" onde falavam, nesse caso a Fê, especificamente sobre os blogs capixabas. O texto é muito lindo é pode ser lido na íntegra AQUI no link amarelo.


Aí que nos comentários (vale a pena ler) a Fê fez a lista dos blogs aqui da terrinha que ela estava acompanhando TODO DIA! E lá estava o Look Legal. Muito chique, né?
Depois disso era frequente o Oficina indicar algum post do Look Legal numa tag que mantinham no blog chamada "Links de Fim de Semana". Aí a audiência do blog ia nos píncaros da glória, rs. 


Depois do mini flash back, vamos ao livro? Eu confesso que estava com um certo medinho de ler o livro "Vista quem você é" da Cris Zanete e Fê Resende, consultoras de estilo e donas do blog Oficina de Estilo. Porque?? Pelo simples fato de ter que encarar, com sinceridade, poucas e boas verdades e, é claro, o meu guarda-roupa de frente (meda!).


Mas na medida que fui lendo, a sensação confortante e libertadora foi tomando conta de mim porque ali tá escrito tudo o eu sempre acreditei, que tem como linha mestra... o mais importante é ligar o foda-se e ser feliz com o que a gente é e não com o que a gente tem. #fato Sim, porque a moda tem que ser mais divertida e menos cheia de "sins"e "nãos". Imagina se vestir todos os dias com uma lista de certo e errado colado na porta do guarda-roupa? Tô fora. Sou a favor de correr riscos e seguir menos regras.

 

Afora as frases de efeito #tapanacaradasociedade, alguns capítulos me chamaram atenção como, por exemplo, a parte que versa sobre a "revitalização do guarda-roupa" e o tópico "consumir com consciência não significa não comprar".

Pelo o que "apreendi" do livro, o objetivo dessa etapa nunca é fazer uma “faxina” e sim, olhar com mais atenção e algum critério para o que daquilo tudo que está ali, ainda faz parte, de verdade, da vida, do dia-a-dia. Ninguém joga tudo fora para recomeçar do zero no dia seguinte. Isso é coisa de programa de tv, que precisa armar um circo e fazer render a pauta.
Fico pensando que esse é um momento delicado da consultoria, porque também é preciso respeitar o que para o outro é importante. É um exercício de auto-crítica pesado, onde você é convidado a pensar um pouco porque comprou cada uma das peças que compõe o seu armário, admitir paixões, loucuras e claro, alguns errinhos.


É a hora de tirar aquele abadá do primeiro carnaval em Salvador, os cardigans furadinhos em baixo do sovaco, o vestido da formatura , a camisa do ex, os sapatos já sem sola, de tanto que foram usados e tudo aquilo que não diz mais nada sobre você. E não adianta se apegar aquele vestido que não cabe mais, que desbotou, que encolheu, que rasgou. Uma calça que não fecha há 3 anos não pode ser o seu motivador para emagrecer. Quando ela couber novamente, você vai estar tão feliz que vai merecer uma nova!


Esse olhar guiado para o guarda-roupa tem como resultado além da pilha do roupas que não “cabem” mais ali, coisas muito legais como: a sensação incrível de estar encerrando um ciclo com algumas peças e uma lista consistente de compras que realmente precisam ser feitas (oba!).  Sai o “eu não tenho roupa” de mentira, para o “eu preciso comprar” de verdade. E na hora de fazer a Wish List, junte vontades, vale o exercício de desejar, anotar e sonhar um pouquinho, depois faça uma lista paralela com as necessidades reais  e com coisas que vão fazer diferença no guarda-roupa e na vida.

3 comentários:

  1. oi, Renata, tudo bom?
    desculpe por comentar em um post que não tem nada a ver com meu pedido, mas não achei outra maneira de entrar em contato com você.
    há um tempo atrás você postou um link para envelhecer fotos, tipo vintade, polaroid, cheio de filtros legais. lembra? então, você pode me passar o link de novo?
    beijo, obrigada e parabéns pelo blog!
    Cris

    ResponderExcluir
  2. Sem problema, Cris. Desculpe por demorar a responder :-) O aplicativo tem via web e já tá com uma versão mais atualizada http://pixlr.com/express/ e o mais antiguinho que falei, na época, no post é esse: http://pixlr.com/o-matic/ Bjos e bom proveito!

    ResponderExcluir
  3. oiiii, tudo bem? Você acha que o livro atende moças de 20 anos que são estudantes? Obrigada!

    ResponderExcluir